Formação de coletivos educadores é tema do sexto ciclo de oficinas da Formação Continuada em Ecocidadania

20-Feb-2017

 

Com o objetivo de potencializar a formação de Coletivos Educadores por meio do Planejamento Pedagógico Integrado, integrantes do Laboratório de Educação Ambiental (LEA) da Universidade do Vale do Itajaí (Univali) e da Sala Verde Itajaí desenvolveram o segundo módulo do experimento educacional Vida Secreta dos Objetos (ViSO), no sexto ciclo de oficinas da Formação Continuada em Ecocidadania (FCE) ação da Agenda Integrada de Ecocidadania, facilitada pelo Projeto Babitonga Ativa (Univille) em setembro de 2016. As oficinas foram desenvolvidas junto as seis turmas participantes da FCE em Araquari, Balneário Barra do Sul, Garuva, Itapoá, Joinville e São Francisco do Sul. Neste ciclo foram integradas e realizadas duas oficinas da estrutura curricular:

 

- Planejamento Pedagógico Integrado I integrada ao Módulo I: Identidade Social, Ambiental e Cultural (Oficina 7);

- Planejamento Pedagógico Integrado II integrada ao Módulo II: Estratégias Didáticas Inovadoras (Oficina 13).

 

Além do coordenador do LEA-Univali (Itajaí), professor José Matarezi, as oficinas foram facilitadas pela equipe do laboratório, representada pelo biólogo André Luiz Bembem e oceanógrafo Allan Hoffmann.

 

Foram propostas e realizadas diversas atividades de interação durante a oficina. Num primeiro momento, os facilitadores buscaram relembrar entre os participantes a criação da Rede Semântica, desenvolvida pelo LEA no primeiro módulo da ViSO, realizado no segundo ciclo de oficinas da FCE, em maio de 2016. A partir desse resgate foram elaboradas duas representações, uma simbólica a partir do Mapa Simbólico, outra textual por um Texto Coletivo. Tanto o Mapa da rede semântica quanto o Texto Coletivo refletem a intersubjetividade do grupo, revelando sua identidade enquanto coletivo.

 

Também foram realizadas integrações temáticas por meio da socialização dos Planos de Ação Individuais (resultado da atividade à distância do primeiro módulo), e a integração desses temas pelo mapeamento no território do município, agregando no Marco Situacional e Operacional de um possível Projeto Político Pedagógico (PPP) dos Coletivos.

 

Com os conhecimentos abordados durante a oficina, os participantes puderam compreender a importância das articulações entre conceito, situação e operação de um Projeto Político Pedagógico ou um Plano de Ação do Coletivo, respeitando as peculiaridades de cada grupo e integrando suas necessidades às demandas comuns do município do qual pertencem. Essa abordagem buscou suprir a carência de grande parte de coletivos educadores, que é a ausência de um Projeto Político-Pedagógico (PPP) vivo e por meio do qual os seus integrantes se percebam representados e legitimados em seus marcos conceituais, situacionais e operacionais.

 

Outra abordagem da oficina foi a de propiciar, entre os participantes, o diálogo e a construção da estrutura da formação identitária dos diversos coletivos educadores que podem se consolidar a partir das oficinas da FCE. Além disso, a oficina foi desenvolvida a partir e visando gerar subsídios para as políticas públicas de educação ambiental nos municípios e nos territórios em que o Projeto Babitonga Ativa atua. Dessa forma, as oficinas estreitam e valorizam, entre os participantes, os vínculos e relações com a Baía Babitonga, por meio da socialização e integração dos sonhos, interesses e práticas individuais e coletivas.

 

São Francisco do Sul

1/16

 Araquari

 

 

 

Balneário Barra do Sul

 

 Garuva

 

 

Itapoá

 

 

Joinville

 

 

 

Please reload

Posts Em Destaque

"Operação Uçá", a 2ª ação integrada de fiscalização na Baía Babitonga

July 20, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes