Grupo Pró Babitonga discute empreendimentos na baía

A primeira reunião do ano do Grupo Pró-Babitonga (GPB) tem apresentações lideradas pelo Grupo de Trabalho Licenciamento Ambiental (GTLA) e Câmara Técnica Investimento e Sustentabilidade (CTIS). Dois temas dos mais relevantes no histórico do GPB. A primeira deve mostrar os empreendimentos que existem no interior da Baía Babitonga, outros que já têm licenciamento aprovado e alguns em fase de estudo de licenciamento, o que totalizam mais de dez, principalmente portuários. A segunda apresentação está focada no mecanismo para a sustentação financeira do GPB e criação de uma associação gestora de fundo patrimonial de acordo com a Lei Federal 13.800 de 04 de janeiro de 2019. O evento é aberto ao pú

Grupo Pró Babitonga avança na estratégia para a sustentabilidade financeira

Voluntários do Grupo Pró-Babitonta (GPB), que integram a Câmara Técnica Investimento e Sustentabilidade (CTIS), em 2019 lançaram-se ao desafio de cumprir uma das metas do Plano de Gestão Ecossistêmica (PGE), de estabelecer mecanismos financeiros para a operacionalização do GPB no longo prazo. Coordenada pelo servidor público federal Yuri Batalha, do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) de São Francisco do Sul, SC, na tarde de 28 de janeiro de 2020, a CTIS reuniu-se no Ministério Público Federal (MPF) de Joinville, SC, para finalizar a proposta discutida e lapidada durante o ano que propõe a criação da Associação Pró-Babitonga – Gestora de Fundo Patrimonial, de acord

CT Canal do Linguado reúne-se na Baía Babitonga

Com o objetivo de definir parâmetros para o estudo de viabilidade técnica, econômica, ambiental e social no ecossistema da Baía Babitonga e avaliar as consequências da reabertura ou não do Canal do Linguado, oito voluntários da Câmara Técnica Canal do Linguado (CTCL) passaram o dia 23 de janeiro em imersão de trabalho no Centro de Estudos e Pesquisas Ambientais (CEPA) da Univille, na Vila da Glória, em São Francisco do Sul, SC. O encontro foi liderado pelo coordenador da CTCL, professor dr. Claudio Tureck e contou também com a participação do professor dr. Celso Voos Vieira. Tureck, que também representa a Univille no Grupo Pró-Babitonga (GPB), diz que o CEPA foi inaugurado em 1999 e vem dan

SEMAI está no GPB

Representada por Taynara Gonçalves Pinheiro, 28, a Secretaria de Meio Ambiente de Itapoá, SC (SEMAI) tem participação ativa no Grupo Pró-Babitonga (GPB) por reconhecer a importância dos órgãos públicos ambientais municipais na gestão do ecossistema da Baía Babitonga. Para a oceanógrafa, zelar por esse patrimônio natural é um dever. “Participo do GPB representando todo o trabalho da secretaria e pela certeza de que podemos contribuir para as ações regionais deixando de lado os limites políticos e focando nas características ambientais que compartilhamos nesse ecossistema. Enquanto SEMAI, reconhecemos a importância econômica, social e ecológica da Baía Babitonga. É de grande importância acompa

Mineradora integra o GPB

O fechamento do Canal do Linguado em 1935, em São Francisco do Sul, SC, vem acumulando, de forma desastrosa, sedimentos na Baía Babitonga que entre outras consequências impedem ou dificultam a navegação em vários pontos. A atividade de extração de areia tem como um dos efeitos colaterais a diminuição desse crescente assoreamento. Apesar disso, a atividade enfrenta resistências por também provocar outros danos ambientais. No Grupo Pró-Babitonga (GPB) a D’Miros Extração e Comércio de Areia Ltda é representada pelo empresário Valdemiro José Minella, 66, que também integra a Câmara Técnica de Fiscalização Ambiental (CTFA). “Represento o setor socioeconômico e minha participação é para de alguma

Comunidades têm estímulo à participação no GPB

Filho de pescador, Samuel Rocha exerce a milenar profissão desde criança. Num dos momentos mais emocionantes do Grupo Pró-Babitonga (GPB), numa fala em defesa da baía, contou que o pai um dia disse que ele jamais seria um homem rico com essa profissão. A resposta carinhosa foi: “Pai, eu já sou rico. Olha toda a riqueza que é essa Babitonga. É aqui que eu vivo e trabalho, pai. Eu já sou um homem muito rico”. O GPB busca também a promoção da ecocidadania para ativar a consciência coletiva de valorização do patrimônio socioambiental no ecossistema da Baía Babitonga. Para isso, a mobilização social às diversas comunidades é meta constante do colegiado que tem o voluntariado como base estruturant

Canal do Linguado é um dos temas prioritários do GPB

Um dos assuntos mais polêmicos na região é a reabertura ou não do Canal do Linguado, em São Francisco do Sul, SC. Não é diferente no Grupo Pró-Babitonga (GPB). Tanto que foi criada a Câmara Técnica Canal do Linguado (CTCL), que tem por principal objetivo mobilizar pesquisas e estudos que possam ajudar a decidir sobre o futuro do canal. Uma das integrantes é a professora universitária Adelaide Maria Bogo, 57. Nascida em Jaraguá do Sul, SC, mora em Joinville desde 1968. No GPB desde 2017, ela representa o Centro de Ciências Tecnológicas da UDESC Joinville e participa também do Grupo de Trabalho de Gerenciamento Costeiro (GT Gerco). Adelaide Bogo destaca-se no colegiado do GPB com participação

Ambientalista, servidor público e empresário compõem o Comitê Executivo do GPB

Eleitos em 2018 os membros do Comitê Executivo do GPB encerram seus mandatos em maio deste ano, quando haverá eleição para o biênio 2020/2022. O colegiado é formado por voluntários de três segmentos: público, socioeconômico e socioambiental. Este tripé também é mantido no Comitê Executivo que atualmente é representando pelo ambientalista de Joinville (Instituto Viva a Cidade - IVC) Altamir Andrade; servidor público da prefeitura de São Francisco do Sul, Horácio Schwochow e o empresário de Itapoá (Marina Pontal) Raul Ivan Delavy. Raul Ivan Delavy, 54, participa do GPB desde 2018. Usuário direto da Baía Babitonga com seu empreendimento náutico integra o fórum por querer colaborar com “a melhor

Transparência é marca do GPB

Consolidado no voluntariado e apoiado pelo Ministério Público Federal (MPF) o Grupo Pró-Babitonga (GPB) prima pela transparência de seus atos e projetos. Todas as reuniões são registradas em atas específicas que sempre precisam ser aprovadas pelas entidades representadas no fórum. As atas são importantes registros das ações do GPB garantindo a memória do colegiado e a transparência dos diálogos e deliberações. A documentação, complementada com gravação de áudio e lista de presença, tem acesso público e pode ser encontrada aqui. As reuniões do colegiado são realizadas sempre às segundas terças-feiras de cada mês no auditório do MPF em Joinville, SC, das 9h30 às 12h30. O primeiro encontro de 2

Público tem acesso às informações técnicas do Grupo Pró-Babitonga (GPB)

Com o objetivo de fornecer informações à sociedade civil e os poderes constituídos na complexa missão de promover a gestão integrada do Ecossistema Babitonga, diversas obras técnicas estão acessíveis ao público no sítio www.grupoprobabitonga.com. Tratam-se de importantes documentos para orientar tomadas de decisões que afetem direta ou indiretamente o estuário. Compõe o acervo o “Plano de Governabilidade do Ecossistema Babitonga”. Trata-se de um instrumento de planejamento que tem por objetivo elencar ações prioritárias para o Grupo Pró-Babitonga (GPB) que visa contribuir com a gestão socioambiental e a promoção da saúde deste importante ecossistema. É um documento adaptativo que recebe atua

Grupo Pró-Babitonga volta a reunir-se em fevereiro

Se entre as suas metas para este novo ano havia a previsão de se engajar numa atividade de voluntariado, programe sua agenda para participar do Grupo Pró-Babitonga (GPB) todas as segundas terças-feiras de cada mês. O primeiro encontro está marcado para o dia 11 de fevereiro, a partir das 9h30, no auditório do Ministério Público Federal (MPF), à rua Orestes Guimarães, 876, bairro América, Joinville, SC. Convém que você se contextualize um pouco sobre esse importante movimento. Acesse www.grupoprobabitonga.com e navegue-o. Aproveite para acessar um dos mais importantes documentos, o Plano de Gestão Ecossistêmica (PGE), norteador das ações do GPB que pauta-se pela abordagem da governança inter

Arquivo de notícias
Categorias de notícias
Siga
  • Facebook Basic Square