Ecossistema da Babitonga é classificado pelo Ministério do Meio Ambiente como área prioritária para conservação da biodiversidade brasileira

14-Aug-2020

Informação foi prestada pelo IBAMA aos membros do Grupo Pró-Babitonga (GPB) na apresentação do Plano de Área para combate à poluição por óleo na Baía Babitonga

 

A importância biológica do Ecossistema da Baía Babitonga é classificada pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) como “Extremamente Alta” num critério que avalia em três níveis: Alta, Muito Alta e Extremamente Alta.

Por essa razão a região é contemplada pelo IBAMA com o Plano de Área da Baía Babitonga (PA-BB). Plano de Área é um documento ou conjunto de documentos que contemplam informações, medidas e ações de combate a poluição por óleo, referentes a uma área de concentração de portos organizados, instalações portuárias, terminais, dutos ou plataformas e suas respectivas instalações de apoio, como é o caso da Baía Babitonga.

 

Segundo o analista do IBAMA, um Plano de Área tem como objetivo prever ações conjuntas de preparação, prevenção e respostas aos incidentes de grande proporção de poluição por óleo no mar e incidentes de origem desconhecida. “Além de integrar os Planos de Emergências Individuais dos empreendimentos no Ecossitema da Baía Babitonga, o Plano de Área atua de forma complementar com fornecimento de recursos humanos e materiais, quando houver necessidade, por parte das empresas que integram o PA-BB nas ocasiões de acidentes com ocorrência de vazamento de óleo no mar”, explica Luiz Ernesto Trein.

Interessados na apresentação feita na 35ª assembleia do Grupo Pró-Babitonga (GPB) podem assisti-la, na íntegra, no https://www.youtube.com/watch?v=7LKGQhBRBJ8&t=9716s

Em 2020 a região teve, no primeiro semestre, duas “Situações de Prontidão do PA-BB”. Em 16 de janeiro com o incêndio do rebocador Norsul Vitória TESC e em 04 de março com o encalhe do graneleiro Aerolian Grace.

As instalações inseridas no PA-BB são SCPAR Porto de São Francisco do Sul, Terminal Portuário de Itapoá, Terminal Santa Catarina (TESC), Terminal São Francisco do Sul – Monobóia (Tefran/Transpetro) e Óleoduto SC-PR (OSPAR/Transpetro).
A supervisão do PA-BB está sob responsabilidade do órgão federal IBAMA e do órgão estadual IMA com apoio da Delegacia da Capitania dos Portos de São Francisco do Sul, Polícia Militar Ambiental e Defesa Civil do Estado de Santa Catarina.

 

Grupo Pró Babitonga (GPB) – Colegiado que reúne voluntários dos segmentos socioambiental, público e socioeconômico num amplo processo de gestão ambiental participativa do Ecossistema Babitonga.

Câmaras Técnicas (CT) - Grupos de voluntários focados em discussões técnicas específicas para estabelecer ações que permitam ao GPB atingir seus objetivos.

Grupos de Trabalho (GT) – Grupos de voluntários focados em discussões específicas com o principal propósito de organizar atividades de interesses comuns, mas que também contribuam com o atingimento dos objetivos do GPB.

 

Assessoria de Comunicação do GPB - DRT 003371 JPSC - comunicacaoprobabitonga@gmail.com

Please reload

Posts Em Destaque

"Operação Uçá", a 2ª ação integrada de fiscalização na Baía Babitonga

July 20, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Assessoria Executiva

Projeto Babitonga Ativa

Pró-reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários da Universidade da Região de Joinville (Univille)