Coral infanto-juvenil indígena Guarani recebe doações de instrumentos musicais

17-Nov-2016

Na última sexta-feira (11/11), o coral indígena infanto juvenil da Aldeia Guarani Yuyã Yuate (Morro Alto), em Laranjeiras, São Francisco do Sul, recebeu do músico Juan Vanguard quatro violões, um violino e jogos de cordas arrecadados na "Ação: Doe instrumentos musicais - Fortalecimento da Cultura Guarani" (https://goo.gl/ik4nft) lançada no ano passado pelo músico em parceria com o Projeto Babitonga Ativa (Univille). A ideia de lançar a ação surgiu depois de Vanguard assistir, em setembro do ano passado, a apresentação do coral indígena no Mercado Público, durante a 9ª Primavera dos Museus (https://goo.gl/6CqEsr), organizada pelo Museu Nacional do Mar, Fundação Cultural Ilha de São Francisco do Sul em parceria com o Projeto Babitonga Ativa.

 

 

O encontro da última sexta-feira foi facilitado entre o músico Juan Vanguard, representantes do Projeto Babitonga Ativa e representantes da Aldeia Guarani. O luthier Fábio Berghan, da Berghan Luthieria, parceiro da ação, realizou a reforma dos instrumentos arrecadados e também participou da entrega das doações.

 

A entrega dos instrumentos aconteceu por meio de roda de conversa facilitada pelo cacique Dionísio Karaí e a liderança indígena Adriano. Segundo Adriano, “essa doação fortalece a nossa casa de reza, nossa cultura e nosso diálogo com as futuras gerações para elas conhecerem a própria história. Esperamos que mais pessoas possam conhecer o que os povos indígenas precisam, que é respeito, diversidade, e poucos têm consciência disso”.

 

A corrente de fortalecimento do coral infanto-juvenil e da cultura indígena Guarani segue no seu propósito. A "Ação: Doe instrumentos musicais - Fortalecimento da Cultura Guarani" (https://goo.gl/kWFfFZ) segue aberta e qualquer doação de instrumentos ou qualquer apoio são bem vindos em prol dos projetos da aldeia e do coral infanto-juvenil. “Muitos costumam pensar que queremos ser dependentes de cesta-básica. Mas nós gostaríamos de implantar nossos próprios projetos, como de uma horta e de uma plantação agroflorestal, mas precisamos de apoio na construção desse projeto e também uma casa de cultura para poder receber turistas e mostrar nossa cultura”, exemplificou Adriano. Na aldeia vivem cerca de 20 famílias, num total aproximado de 120 pessoas, grande parte crianças.

 

 

O que fez da "Ação: Doe instrumentos musicais - Fortalecimento da Cultura Guarani" tão especial foi a espontaneidade. “Durante a apresentação do coral no ano passado, comprovei o que sempre senti em relação à música, que é a capacidade dela nos fortalecer no dia a dia como pessoas, como membros de uma família e como sociedade, e isso me emocionou. Imagino o quão importante é o coral para a própria aldeia, por isso espero que os instrumentos possam fortalecer essa cultura”, disse Juan.

 

 

 

 

 

Vanguard, em parceria com o Projeto Babitonga Ativa e a Aldeia Morro Alto, mantém aberta a campanha. “É muito importante apoiarmos o coral para fortalecer nosso patrimônio. E também é importante pensar nas demais aldeias indígenas na região, que contribuem da mesma maneira nessa riqueza cultural”, disse. Durante a roda de conversa, a equipe do Projeto Babitonga Ativa convidou a aldeia e o músico a participarem do Sarau Cultural Memórias da Babitonga, que será realizado no primeiro semestre de 2017.

 

​Após a roda de conversa, o coral infanto-juvenil apresentou algumas canções, liderado pelo professor Nírio da Silva. O coral, atualmente, é constituído por cerca de vinte crianças e adolescentes guaranis e expressa a cultura Guarani por meio dos cantos tradicionais que enaltecem a natureza, os pássaros, a água e a entidade divina indígena.

 

Para a equipe do Projeto Babitonga Ativa é motivador saber que uma das ações da Agenda Integrada de Ecocidadania inspirou a ação ecocidadã do músico Juan Vanguard para o fortalecimento do coral infanto-juvevil dos índios Guaranis da Aldeia Morro Alto em São Francisco do Sul. A expectativa é que outros exemplos de ecocidadania como este possam ser repetidos em prol dos patrimônios culturais materiais e imateriais do entorno da Baía Babitonga, bem como para o fortalecimento cultural e de melhorias para todo o Ecossistema Babitonga.

 

Participe! Divulgue! E faça, também, algo para um mundo melhor!

 

 

Reunião de planejamento e articulação de ações socioambientais e culturais

 

Após a entrega dos instrumentos, a equipe do projeto Babitonga Ativa facilitou uma roda de conversa junto aos integrantes da Aldeia Morro Alto para planejar e articular ações socioambientais e culturais, no âmbito da Agenda Integrada de Ecocidadania (AIE), para o primeiro semestre de 2017.

 

 

O professores Nírio da Silva, Marinês, Edinho e as artesãs Natália, Nailsa, entre outras jovens guaranis, participaram da roda e juntos planejaram ações para o Sarau Cultural Memórias da Babaitonga, bem como outras ações socioambientais ressaltados pelas lideranças da aldeia e facilitadas pela AIE.

 

A participação no sarau é aberta a todos e as inscrições estarão disponíveis em breve no portal do Projeto Babitonga Ativa e nas redes sociais.

 

 

Please reload

Posts Em Destaque

"Operação Uçá", a 2ª ação integrada de fiscalização na Baía Babitonga

July 20, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes

February 28, 2020

Please reload

Arquivo