Introdução a Ecocidadania e Estratégias Didáticas Inovadoras foram os temas do primeiro ciclo de oficinas da Formação Continuada em Ecocidadania

28-Jun-2016

O primeiro ciclo de oficinas da Formação Continuada em Ecocidadania (FCE) foi realizado entre os meses de abril e maio de 2016 e facilitado pelas coordenadoras Maiti Fontana e Mirella Cursino, com o apoio de Arthur Paganini e Alessandra Pfuetzenreuter, do Projeto Babitonga Ativa. As oficinas foram oferecidas às seis turmas participantes em Araquari, Balneário Barra do Sul, Garuva, Itapoá, Joinville e São Francisco do Sul. Neste ciclo foram realizadas duas oficinas da estrutura curricular:

 

- Oficina 1: Introdução a Ecocidadania - Módulo I: Identidade Social, Ambiental e Cultural;

- Oficina 8: Instrumentos transformadores I - Módulo II: Estratégias Didáticas Inovadoras.

 

A  primeira parte da oficina buscou apresentar as bases pedagógicas da Educação Ambiental, Cidadania Socioambiental e Ecocidadania. Os participantes foram apresentados aos temas por meio de dinâmicas que exploraram as percepções individual e coletiva sobre a saúde da Baía Babitonga e sobre a saúde integral dos envolvidos, permitindo a integração da turma e o reconhecimento do Ecossistema Babitonga. Nesta oficina também foram apresentadas as informações da FCE, como a proposta metodológica; as abordagens teóricas; as orientações gerais; o diálogo circular dos encontros; a definição e redefinição de acordos; e a construção do centro livre de criatividade para compartilhamento de ferramentas e instrumentos didáticos com foco na transformação socioambiental.

 

No primeiro momento de apresentação e integração da turma, cada participante recebeu uma missão (palavra) para realizar ao longo da formação. O objetivo é que a soma das missões de todos, fortaleça a turma para realizar sonhos e planos de ação coletivos.

 

Tendo em vista a construção do conceito individual e coletivo sobre Ecocidadania foi proposto a turma a construção do conceito do tema central da formação, de forma a despertar o verdadeiro sentido do exercício da cidadania no meio socioambiental que estão inseridos. Nessa oportunidade, os ecocidadãos também puderam expressar seu entendimento sobre “ecocidadania” valorizando seus conhecimentos prévios.

 

As facilitadoras, Maiti e Mirella apresentaram as principais informações sobre o Projeto Babitonga Ativa (Univille) e sobre o papel da Formação Continuada em Ecocidadania na busca pela ativação da ecocidadania para construção de um planejamento pedagógico integrado entre os seis municípios de entorno da Baía Babitonga. Neste momento foi abordada, também, a relevância socioambiental e econômica que o Ecossistema Babitonga possui, com manguezais, espécies ameaçadas de extinção, grandes complexos portuários, turismo, serviços ecossistêmicos (pesca, maricultura, mineração, etc), bem como as fragilidades da ausência de planejamento integrado em torno da baía.

 

A segunda parte da oficina continuou a apresentação da base pedagógica da Formação Continuada em Ecocidadania a partir de instrumentos didáticos, programas e projetos de instituições, como a Associação SocioAmbientar e o Caderno de Cidadania (Univali); o Coletivo Memórias do Mar e o Projeto Político Pedagógico. A oficina buscou, também, ativar a ecocidadania por meio do intercâmbio de conhecimento e da sensibilização para com as questões socioambientais.

 

E, ainda, conheceram estratégias didáticas inovadoras sobre a educação ambiental, a cidadania socioambiental e a ecocidadania e, debateram maneiras possíveis de multiplicação em diversos espaços de ensino e aprendizagem. Entre as estratégias apresentadas se destacam:

 

- Projeto Político Pedagógico (PPP); Cardápio de possibilidades (oficinas); Expedição Memórias do Mar (ações); entre outras (Coletivo Memórias do Mar);

 

- Oficinas e saídas a campo pedagógicas e ecopedagógicas (Programa de Cidadania Socioambiental - SocioAmbientar: Multiplicando Sonhos - Associação SocioAmbientar);

 

- Material didático pedagógico “Caderno de Cidadania” e “Diretrizes Teóricas do Caderno de Cidadania” (Programa de Formação e Assessoria em Cidadania Infanto-Juvenil – PFCIJ, Projeto do Núcleo de Pesquisa e Extensão da UNIVALI - Universidade do Vale do Itajaí);

 

- Prêmio Mandacaru: Projetos e Práticas Inovadoras em Acesso a Água e Convivência com o Semiárido (Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e Sustentabilidade – IABS);

 

-  Jogo Carta da Terra (Instituto Harmonia na Terra).

 

Neste ciclo, o objetivo da FCE foi difundido buscando despertar o sentimento de pertencimento e participação, além do interesse para conhecer ou reconhecer o território, a cultura e os instrumentos disponíveis para transformações socioambientais individuais e coletivas. O primeiro encontro foi um importante intercâmbio de experiências e identificou diversas iniciativas desenvolvidas em defesa do patrimônio histórico cultural material e imaterial nas escolas e bairros, segundo a participação e depoimentos dos envolvidos.

 

Oficina em Itapoá

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Oficina em Araquari

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Oficinas em Joinville

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Oficina em Balneário Barra do Sul

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Oficina em São Francisco do Sul

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Oficina em Garuva

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Please reload

Posts Em Destaque

"Operação Uçá", a 2ª ação integrada de fiscalização na Baía Babitonga

July 20, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo