Agentes de turismo de São Francisco do Sul indicam usos da Baía Babitonga em oficina de planejamento




Apesar da intensa mobilização do Projeto Babitonga Ativa, o setor empresarial do turismo de São Francisco do Sul não correspondeu às expectativas de participação na oficina de planejamento espacial marinho, realizada na sexta-feira (9.10). Das dez empresas do setor convidadas, apenas a Marina Arco-íris e a Marina Iperoba foram representadas no encontro, realizado no auditório do Museu Nacional do Mar. O objetivo das oficinas de planejamento é mapear os usos da baía por pescadores, maricultores, mineradores, agentes de transporte aquaviário e pelos agentes de turismo dos seis municípios do entorno da baía, além de sistematizar informações sobre benefícios oferecidos pelo ecossistema Babitonga a cada grupo.




Diante de tantos interesses dos diversos usuários da Baía Babitonga, os empresários participantes lamentaram a ausência dos demais representantes do setor. Isso porque, durante as oficinas, cada grupo pode indicar potenciais áreas de usos da baía, além de levantar eventuais conflitos em busca de soluções. Todos os resultados das oficinas serão levados para avaliação e discussão com o Grupo Pró-Babitonga (GPB) e comunidades envolvidas da região. O GPB será composto por representantes da sociedade civil, do poder público e da iniciativa privada da região de entorno da Babitonga.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square